Em foco

MEO, NOS e Vodafone registam aumentos de tráfego de mais de 80% em alguns serviços

A rede fixa é aquela onde se sente maior impacto com os novos hábitos dos consumidores impostos pela pandemia de COVID-19 que fazem com que milhões de portugueses estejam em casa a cumprir a quarentena.

Data: 25.03.2020

MEO, NOS e Vodafone registam aumentos de tráfego de mais de 80% em alguns serviços

A pandemia de COVID-19 faz sentir os seus efeitos também nas redes de comunicações, com o número de pessoas em confinamento em casa a sobrecarregar os serviços de internet, rede móvel e televisão. Da Europa chegaram várias vozes de preocupação sobre a resiliência das redes, e a definição de medidas de exceção para os operadores. Por cá o Governo aprovou medidas especiais a aplicar durante o estado de emergência que preveem que os operadores possam limitar o acesso a alguns serviços para preservar as comunicações de serviços essenciais, com a possibilidade de "fechar a torneira" ao streaming.


Desde o início da quarentena que o Sapo Tek tem questionado as operadoras de comunicações, que alegavam ser ainda cedo para fazer um balanço do impacto da pandemia de COVID-19, mas hoje chegaram os primeiros números que mostram uma mudança de hábitos, e um aumento significativo na utilização de dados.


As três principais operadoras portuguesas já tinham dado a garantia de que as redes de comunicações estavam prontas para a situação, que se estima que seja o "novo normal", com milhões de portugueses em casa, em teletrabalho ou em "telescola", ou aproveitando o tempo livre para atividades de lazer usando a internet e os smartphones.


A nível global sente-se uma redução da velocidade média de acesso às redes fixas e móveis, segundo dados da Speedtest, com especial efeito na Europa, embora Portugal não esteja entre os países analisados.


Os dados da Altice e da Vodafone, mostram que é na rede fixa que se sente maior impacto em termos de utilização, embora a informação não seja totalmente comparável entre as duas empresas, já que a Altice avança uma comparação entre a semana de 16 a 22 de março e a semana anterior, enquanto a Vodafone opta por comparar com "uma semana normal" de fevereiro e a NOS refere "semanas anteriores".


Curiosamente há alguns hábitos diferentes entre os clientes das três operadoras, com a MEO a sentir mais peso no VoIP e vídeo on demand, que aumentou 75%, enquanto a NOS tem o maior crescimento no serviço de voz fixa, chegando a 144% de aumento, e a Vodafone a acusar maior intensidade no consumo de dados na rede fixa, com um crescimento de 67%.


Veja aqui os dados de todas as operadoras:


Altice (MEO): Mais VoIP, TV não linear e OTT


Na semana de 16 a 22 de março a Altice registou um crescimento significativo da utilização de serviços de voz, móvel mas também em VoIP, que cresceu 80%, assim como de consumo de internet residencial, com um aumento de 35%. Também no tempo de visualização de TV há mudanças, sobretudo no video on demand, com a utilização da possibilidade de ver programas, séries e filmes já exibidos, que cresceu 75%.


Os serviços Over the Top (OTT), como a Netflix e HBO, cresceram 45% face à semana anterior, embora não se especifiquem canais.


A Altice detalha ainda que o horário em que se registam os maiores picos acontecem à volta das 22 horas, e aos fins de semana a janela de tempo é pelas 17 horas.


Estes são os números partilhados da semana de 16 a 22 de março, numa comparação com a semana anterior, de 9 a 15 de março de 2020 :



  • % crescimento voz

  • Móvel: 30%

  • Fixo PSTN (voz sem IP): flat

  • Fixo VoIP: 80%

  • % crescimento dados

  • Móvel: 10%

  • Internet Residencial: 35%

  • Aumento do tempo de visualização de canais TV – 15%

  • Não linear: 9%

  • VoD: 75%

  • Crescimento consumo OTTs (sem especificar canais): 45%


NOS: Consumo de dados na rede fixa cresce 70%


No período de 16 a 22 de março, a NOS registou, face às semanas anteriores, um aumento significativo de tráfego de comunicações, em especial no consumo de dados na rede fixa e na voz residencial, onde acusa um crescimento de 133% , que chega aos 142% à hora de pico.


Estes são os dados partilhados pela operadora:



  • O tráfego de dados de rede fixa registou um crescimento na ordem dos 70%, com o período de maior utilização a registar-se pelas 19h00, crescendo 35% à hora de pico.

  • O tráfego de voz residencial fixa registou um aumento de 133%, com o período de maior utilização a registar-se também pelas 19h00, com um crescimento de 142% à hora de pico.

  • O tráfego de dados móvel registou um crescimento de 45%, com o período de maior utilização a registar-se entre as 21h e as 23h, crescendo 41% à hora de pico.

  • O tráfego de voz móvel registou um crescimento de 41%, com o período de maior utilização a registar-se entre as 16h e as 20h, crescendo 30% à hora de pico.


A NOS indica também que o número de sessões de TV não linear registou um aumento de 13%, com o período de maior utilização a registar-se no horário noturno, com um aumento de 16% à hora de pico.


Vodafone: Mais 67% de dados na rede fixa e 41% na rede móvel


A Vodafone explica que, desde o início da segunda quinzena de março que se verificaram alterações significativas no comportamento da rede da Vodafone Portugal, com volumes de tráfego expressivos, quer na rede fixa quer na rede móvel.


"O dia 16 de março, data em que as escolas encerraram, foi o ponto de partida para analisar o que esperamos vir a ser o comportamento da rede Vodafone ao longo dos próximos tempos", refere a empresa numa nota enviada às redações.


Nesta semana a Vodafone registou um aumento de 67% no tráfego de Dados na Rede Fixa, bem como o crescimento do consumos de serviços de streaming OTT (over the top) de 25%. A par disso, a Voz Móvel também registou um aumento de 41%, enquanto a internet no telemóvel um crescimento de 8%.


O quadro abaixo mostra os dados com mais detalhe, para o período de análise de 16 a 22 março, em comparação com os mesmos dias numa semana normal em fevereiro:



  • Trafego Dados Rede Fixa - 67%

  • Tráfego Voz Rede Móvel - 41%

  • Tráfego Dados Rede Móvel - 8%

  • Horário com maiores picos

    • Dados Fixo: Domingo às 18h; Semana às 22h

    • Dados Móvel: Semana às 22h;

    • Voz Móvel: Semana às 17h



  • Aumento TV não linear  (VOD, gravações pessoais e rewind) - 11%

  • Crescimento consumo OTTs(tempo de visualização) - 25%


Fonte: Sapo Tek



Voltar