Em foco

8 formas de levar a TI a pensar de forma estratégica, segundo o Gartner

Líderes de Infraestrutura e Operações de TI (I&O) podem usar as recomendações da consultoria para tornar suas decisões sobre a evolução das plataformas digitais mais certeiras

Data: 13.03.2018

8 formas de levar a TI a pensar de forma estratégica, segundo o Gartner

As equipes de Infraestrutura e Operações de TI necessitam pensar de maneira mais estratégica, alerta o Gartner. É vital que não estejam apenas prontos para ajudar a implementar uma nova direção corporativa, antes que a concorrência o faça, mas também criem datacenters ágeis e uma infraestrutura que seja robusta o suficiente para lidar com a enorme variedade de demandas futuras.


As equipes de I&O devem estudar e entender as tendências que estão mudando as suas indústrias e as suas empresas, e analisar como isso afetará o planejamento de TI nos próximos anos. Ao banir o pensamento repetitivo e enfatizar as inter-relações, eles podem explorar novas maneiras de implementar e gerenciar componentes de TI como parte de um contexto mais amplo.


O Gartner indica oito princípios que ajudarão os times de Infraestrutura e Operações de TI (I&O) a se tornarem mais conscientes do amplo cenário ao tomar suas decisões em projetos de TI. 


As dicas também devem ajudar as empresas a serem mais estratégicas ao discutir diferentes opções de como configurar e gerir seus datacenters e as operações de TI com a equipe de Tecnologia da Informação e de Negócios.


Confira:


1  - Pense de maneira muito crítica e certifique-se de ter uma compreensão total do problema antes de tomar a decisão, e permaneça perguntando o porquê dessa situação até achar a resposta correta. Assegure que as decisões tomadas sejam comunicadas facilmente.


2 - Quantifique, mesmo o que não pode ser quantificado e analise o custo total de propriedade e o fluxo de caixa descontado para ir além de apenas avaliar os aspectos técnicos de qualquer investimento ou decisão. Para questões que não sejam quantificadas, aplique uma análise de classificação ponderada de múltiplos níveis.


3 - Prefira trabalhar de cima para baixo ao invés de baixo para cima para criar uma hipótese sobre adequação de qualquer decisão, depois teste e modifique-o sistematicamente, conforme mais análises sejam realizadas e mais fatos sejam revelados.


4 - Trabalhe "de fora para dentro": a tecnologia deve vir por último e não como primeiro para analisar como as megatendências, a estratégia corporativa e a direção da empresa, assim como a maneira como os papéis estão mudando para implementar a estratégia que estão definindo as decisões tecnológicas. Como resultado, a tecnologia deve ser examinada por último ao invés de primeiro lugar.


"Analisar megatendências é um exemplo de como começar uma abordagem 'de fora para dentro' e, a partir disso, desenvolver uma estratégia de Infraestrutura e Operações de TI que examine a tecnologia por último, e não como primeiro item", explica Andrew Butler, Vice-Presidente e Analista Emérito do Gartner.


6 - Integre e sistematize soluções as inter-relações de ênfase, pensando no "sistema" em primeiro, enfatizando a funcionalidade, integração e inter-relações de componentes em um Data Center. Isso tornará com que seja muito mais provável a produção de uma solução ágil, ao invés de uma com componentes de alta qualidade.


7 - Tenha uma visão longínqua, rapidamente, e desenvolva rapidamente um plano estratégico de alto nível e um mapa de roteiro (idealmente em um dia). Isso fornecerá uma estrutura estratégica para testar e redefinir.


8 - Faça contato: colabore e comunique em uma base contínua, oferecendo boas-vindas a todos. Quanto mais pontos de vista pode atrair, mais é possível comparar orientações para chegar à solução correta. Articule sua posição claramente, de maneira sucinta e com maior impacto visual.


Fonte: CIO


 



Voltar